quarta-feira, 17 de outubro de 2012

Tempos de Deserto


"Sempre é tempo de parar e ver como está a minha qualidade de amor, de ver como está a minha intimidade com Deus;

É tempo voltar para o outro e amá-lo, amá-lo no cuidado, na atenção, no olhar, no sorriso;
e amar é conversão!

É tempo de buscar o deserto interior, silenciar a alma em oração e fazer a limpeza do ser;
é preciso mergulhar em águas mais profundas para saber discernir a vontade de Deus em minha vida"